Recurso para quem teve nome social recusado no Enem começa hoje

Os estudantes que tiveram a solicitação do uso do nome social negado no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) podem, a partir desta segunda-feira (3) até sexta-feira (7), entrar com recurso.

Os interessados devem enviar novos documentos para a análise, pela Página do Participante do Enem. O resultado do recurso será divulgado, também pela internet, no mesmo endereço, a partir do dia 10 de junho.

O atendimento pelo nome social é ofertado para participantes travestis ou transexuais que desejam ser identificados, na aplicação da prova, em consonância com a identidade de gênero.

Confira as dicas para fazer uma boa redação e tirar o Enem de letra

O prazo para solicitar esse atendimento terminou no dia 24 de maio. Os candidatos tiveram que enviar documentos fotografia atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria; e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficial com foto, válido.

Os documentos somente seriam aceitos caso estivessem nos formatos PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2MB.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, ao todo, nesta edição, foram feitos 2.068 pedidos de uso de nome social. O resultado da primeira análise está disponível desde o dia 31, também na Página do Participante.

Enem 2019
As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, no ProUni (Programa Universidade para Todos), e bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior, ou no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).